ROPPONGI - 970x250

Pesquisa aponta que Sindoley tem chances reais de ocupar uma das cadeiras de MS na Câmara

O Instituto Ranking coloca o advogado como o único candidato do União Brasil a deputado federal com possibilidade de conquistar uma das 8 vagas

por Assessoria de Comunicação

O advogado e empresário Sindoley Morais, candidato a deputado federal pelo União Brasil com o número 4444, tem chances reais de ser o representante do partido na Câmara dos Deputados em 2023. Conforme análise do Instituto Ranking Brasil, com base na pesquisa feita pelo próprio Instituto junto a três mil eleitores, em 30 municípios do Estado, entre os dias 7 e 12 de setembro de 2022, a sigla tem chance de conquistar uma cadeira entre as oito disponíveis para Mato Grosso do Sul na Casa de Leis e Sindoley Morais é melhor colocado com 1,10% das intenções de votos dos eleitores estaduais.

Segundo o Instituto Ranking, para concorrer a uma das oito vagas na Câmara dos Deputados, os partidos precisam atingir 80% de votos para fazer um deputado federal com as maiores sobras do coeficiente eleitoral e, além disso, o candidato mais votado do partido tem que obter no mínimo 20% para disputar uma das cadeiras na Casa de Leis. “A pesquisa é um reflexo do que tenho visto nas ruas da Capital e das cidades do interior do Estado que estou visitando. As pessoas entendem que a minha candidatura tem propostas sérias para ajudar no desenvolvimento de Mato Grosso do Sul. O povo quer mudança e minha candidatura é uma das que melhor representa esse sentimento”, analisou Sindoley Morais.

Natural do município de Paranaíba, mas com fortes raízes no município de Dourados, onde foi o articulador do “Movimento Combustível Justo”, realizado em 2017 e considerado até hoje o maior protesto da fronteira contra os altos preços dos combustíveis devido ao ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), quando mobilizou mais de 1.000 veículos para sair de Dourados (MS) e ir até Pedro Juan Caballero (PY) encher o tanque, Sindoley vem percorrendo os principais municípios de Mato Grosso do Sul para apresentar suas propostas.

Nesta pesquisa, encomendada pelo site MGS NEWS, o Instituto Ranking ouviu três mil eleitores, em 30 municípios do Estado, entre os dias 7 e 12 de setembro de 2022, sendo que o intervalo de confiança é de 95% e a margem de erro máxima estimada é de 1,8 ponto percentual, para mais ou para menos. O levantamento foi registrado com os números MS-08953/2022, no TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul), e BR-00579/2022, no TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Related Posts

Deixe um Comentário