ROPPONGI - 970x250

Para colorir avenida em Campo Grande, projeto convida comunidade para plantio de ipês e árvores do Cerrado

 Cerca de 20 mudas serão distribuídas e plantadas no local com orientações da Planurb

por Assessoria de Comunicação

O Projeto Cerrado Berrante, que desde o mês de março está promovendo uma série de ações para promover a cultura de produção de produtos de design autoral na região de Mato Grosso do Sul, e convida a população campo-grandense a participar de um plantio especial de ipês na Via Park, em frente à galeria-escola Supapo Criativo, neste sábado (15) na parte da manhã.

Cerca de 20 mudas serão distribuídas e plantadas no local. O processo contará com a presença e orientação da engenheira agrônoma Karina Mendes e da engenheira ambiental Amanda Mariano, ambas servidoras técnicas da Planurb (Agência Municipal de Meio Ambiente e Planejamento Urbano). Na ocasião, elas farão também a entrega de materiais educativos referentes à temática arborização urbana e abordagem da população participante sobre o assunto.

Segundo a coordenadora de Planejamento Ambiental da Planurb, Mariana Godoy, ações de plantio são de grande relevância para a nossa cidade, pois a presença de árvores é um elemento importante quando falamos da qualidade do espaço urbano. “Além da beleza paisagística e da sombra, os benefícios proporcionados por elas incluem: absorção de poluentes; liberação de oxigênio por meio da fotossíntese; atenuação de ruídos; redução na sensação térmica e auxílio na mitigação de ilhas de calor; facilitação na infiltração e condução da água no solo; e, ainda, fornecem abrigo e alimento para a fauna urbana”,  explica.

Serão plantados ipês e mudas de outras espécies do cerrado. Os ipês são árvores típicas deste bioma e, em 2018, por meio da Lei n. 5.228 de 16 de julho, passou a figurar como árvore símbolo do estado de Mato Grosso do Sul.  Mariana destaca ainda que para garantir a compatibilização entre a arborização urbana e os demais elementos da cidade é necessário que exista um planejamento de sua implantação e uma manutenção contínua, e que o Município de Campo Grande possui um Plano Diretor de Arborização Urbana.

Cerrado Berrante – O Projeto Cerrado Berrante é desenvolvido pela arquiteta e designer de móveis Luciana Teixeira, da galeria escola Supapo Criativo, e é inspirado na cidade de Campo Grande, especialmente nos meses em que suas ruas ficam coloridas pelo florescer dos ipês e pela explosão de cores e texturas destas árvores.

O projeto, que também promoveu uma oficina de artesanato ao longo do mês de março e início de abril, tem a proposta de lançar uma coleção inspirada na florada dos ipês, pautada na pesquisa das técnicas de artesanato regional, como a selaria da cultura pantaneira, a técnica paraguaia que utiliza o tear típico da tradicional faixa paraguaia e, ainda, técnicas de tramas étnicas que fazem referência aos saberes e fazeres ancestrais da autêntica brasilidade sul-mato-grossense. Os objetos da coleção contam a história de importantes personalidades como o poeta Manoel de Barros e a artista visual Lídia Baís.

Além disso, o Cerrado Berrante também promoverá, em breve, uma roda de conversa sobre Economia Criativa. “A proposta é unir essas atividades para destacar a riqueza cultural e a exuberância da região do Pantanal. Utilizando o design como ferramenta, busca-se chamar a atenção para a natureza local e instigar reflexões sobre a importância da preservação ambiental”, explica Luciana.

Serviço

Projeto Cerrado Berrante – Plantio de Ipês e árvores do Cerrado

Local da concentração: Avenida Nelly Martins/Via Park, 1210, em frente ao Supapo Criativo

Data e hora: 15 de abril, 8h

As mudas serão distribuídas e plantadas no local, com orientação educativa da Planurb.

Related Posts

Deixe um Comentário