ROPPONGI - 970x250

Desembargador Paschoal Carmello Leandro

Presidente do Tribunal Regional Eleitoral

por Vinicius Bracht

O Desembargador Paschoal Carmello Leandro, além de exercer um cargo extremamente importante e fundamental em Mato Grosso do Sul, também desempenha com brilhantismo o papel de pai de Fábio Leandro, Paula Helena Leandro, Luiz Filipe de Arruda Flávio, Leandro José de Arruda Flávio e Paschoal Carmello Leandro Junior, tendo ao seu lado o apoio de sua esposa e parceira de vida, Célia Márcia de Arruda Leandro.

Bacharel em Ciência Jurídica pela Faculdade de Direito de São Carlos/SP, desde 1972, Carmello Leandro exerceu a advocacia de 1973 a 1982, na comarca de Corumbá/MS. E em 1983, foi aprovado no concurso público para a Magistratura, se tornando juiz substituto, tendo iniciado o exercício da judicatura na circunscrição de Aquidauana.

Em 1984, assumiu a Comarca de Rio Brilhante, onde conjuntamente, exerceu o cargo de juiz eleitoral. Promovido, por merecimento, em 1986, para a Comarca de Jardim/MS e, em 1990, também por merecimento, para a Comarca de Campo Grande/MS, exercendo em ambas o cargo de Juiz Eleitoral. No biênio 1999-2000, foi membro substituto do Tribunal Regional Eleitoral e efetivo em 2001-2002, na qualidade de Juiz de Direito. Em 2005, foi promovido, por merecimento, a Desembargador do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul. No biênio 2009/2011 integrou o Tribunal Regional Eleitoral como membro substituto, na qualidade de Desembargador.

Ele foi designado para exercer a função de Ouvidor Judiciário em 03 de dezembro de 2013. Em 25 de junho de 2014, assumiu, por decisão do Tribunal Pleno, a função de Vice-Presidente do Tribunal de Justiça. Logo após, exerceu o cargo de Presidente do Tribunal de Justiça de outubro de 2014 a janeiro de 2015. Assumiu o cargo de Vice-Presidente do Tribunal de Justiça em 30 de janeiro de 2015, para o biênio 2015/2016. Com maestria também presidiu o Comitê Estadual de Saúde e Núcleo de Apoio Técnico (NAT do Tribunal de Justiça em 2015-2016. Depois foi designado para coordenar a Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar no ano de 2016. Exerceu ainda, de fevereiro de 2017 a janeiro de 2019, a função de Presidente do Conselho de Supervisão dos Juizados Especiais.

Em janeiro de 2019, assume novamente Presidência do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, para o biênio 2019/2020. Pelo exímio trabalho que realiza, no biênio 2021/2022, exerceu o cargo de Presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul. Em fevereiro de 2023 assumiu o cargo de Vice-Presidente e Corregedor e, em maio, reassumiu a Presidência, do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul.

Related Posts

Deixe um Comentário