ROPPONGI - 970x250

Como entender o cérebro pode mudar a sua vida!

Pioneira no Estado em Neurofeedback, Sophia Gomes Figueiró criou o método ‘Design de Vida’, que pode te levar a uma transformação profunda e verdadeira –

por Vinicius Bracht

Inquieta, entusiasta e com fome de conhecimento para entender, contribuir e aperfeiçoar a mente humana: esse é um pouco do perfil da neuropsicopedagoga Sophia Figueiró. Finalizando Biomedicina e especialista em neurociências pela Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, treinadora neurofeedback pelo Instituto Nacional de Neurofeedback do RJ e pelo Neurowork, pós-graduada em Constelação Familiar, com foco em gestão organizacional sistêmica, pedagogia sistêmica e saúde sistêmica.

Com tanto conhecimento, Sophia criou o MSF Método Sophia Figueiró de Design de Vida, tecnologia de desenvolvimento pessoal desenvolvida para pessoas de rotina intensa, que estão cansadas de viver no piloto automático e se sentem desconectadas, aquele vazio sabe? As Mentorias de Design de Vida (individual) e Seja Sua Paz (em grupo com inscrições abertas para a turma 6) são capazes de levar a uma transformação verdadeira, profunda e libertadora em direção à sua melhor versão, como ela mesmo diz.

Focado para as empresas e negócios, Sophia realiza consultorias e cursos com o Neuromarketing e inteligência sistêmica como base. “É focado para empresas, onde equilibramos a hierarquia, o pertencimento e o equilíbrio de troca além de desenvolver gatilhos mentas nos clientes, em que as cores, o sensorial, ambiente, cheiro… tudo é intencional e quando bem gerenciado potencializa o desempenho e o faturamento da empresa”, explicou.

Sophia conta que o Neurofeedback é um treino de autorregulação e modulação das ondas cerebrais por meio do condicionamento operante que pode ser utilizado em diversas situações de saúde e melhora de performance cognitiva, física e emocional. Utilizado pela Nasa desde a década de 70 e por várias seleções olímpicas.

“Nosso cérebro é uma máquina elétrica e conseguimos regular para que cada área funcione na intensidade adequada, regulando as circuitarias elétricas estabelecer assim um novo padrão de funcionamento neural. É como se ensinássemos o cérebro a funcionar de maneira mais assertiva”, comentou.

“A doença de Alzheimer, por exemplo, a gente consegue um controle significativo no avanço com o acompanhamento. Também temos pacientes com ansiedade, depressão… além de crianças e jovens com Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) e o Transtorno do Espectro do Autismo (TEA)”. Lembrando que é necessário o acompanhamento com o médico responsável e em alguns casos com equipe interdisciplinar.

Questionada de como começou o interesse por essa área, Sophia revelou que tudo começou quando ela queria conhecer mais sobre si mesma e suas dificuldades. “Eu tenho TDAH e queria entender porque eu tinha dificuldade de ficar na escola, inclusive troquei de escolas várias vezes, dei muito trabalhos aos meus pais, era hiperativa e topetuda, mas sempre tive facilidade para aprender”.

“Queria me entender, comecei a estudar como a mente funcionava e elaborei uma técnica que apliquei em mim, que hoje é a minha mentoria preferida o “Design de Vida”. Mais de 5 mil horas de atendimento nos últimos 7 anos, onde já apliquei essa técnica em pessoas de vários lugares do mundo”, acrescentou Sophia.

“É muito impactante e através dela as pessoas começam a entender o porquê das escolhas que fazem e o porquê você se auto sabota tanto. E então, começa a girar as chaves, é diferente de coaching, de tudo que tem por aí, porque é um processo de dentro para fora, sem interferência, você constrói o seu caminho”.

Constelação familiar – “É uma ciência desenvolvida por Bert Helinger, fundamentada nos estudos feitos pelo biólogo inglês Rupert Sheldrake, que criou a Teoria dos Campos Morfogenético em Virginia Satir autora e psicoterapeuta norte-americana, conhecida sobre tudo pela sua abordagem de terapia familiar, não tem nada a ver com sentido religioso, nada esotérico. Tem objetivo de trazer informações para entendermos o padrão de comportamento que nos move”. Hoje as constelações são amplamente utilizadas inclusive no judiciário.

Por meio dessa prática terapêutica pode-se trazer do seu inconsciente familiar as informações que você precisa para tomar decisões assertivas e romper com ciclos repetitivos como vícios, doenças… tudo isso tem um vínculo sistêmico”

“Eu realmente acredito que a gente nasce com um propósito de vida determinado, só que vamos nos afastando dele porque queremos agradar pai, mãe, pessoas da nossa vida e acabamos saindo na nossa essência e com a constelação e o design de vida a gente voltar ao nosso lugar no sistema”.

Pandemia – “Eu tenho muitos pacientes de reabilitação pós-covid que tem procurado o acompanhamento, então eu desenvolvi um protocolo que ativa as aéreas do cérebro que ficaram prejudicadas pós-covid e isolamento social”.

Biografia – Nascida em Campo Grande, Sophia Gomes Figueiró, 43 anos, filha de Aroldo Abussafi Figueiró (in menorian) e Sandra Gonçalves Gomes. Casada com Marcelo Anguita Borges, mãe de Antônio Paulo, Marcelo, Felipe e a caçula Maria Sophia.  Já avó dos gêmeos Theo e do Luke. É Neuropsicopedagoga e CEO do Instituto @intac.br, onde aplica a neurociência e as constelações como principal ferramenta para atuar nas áreas de gestão, saúde e educação.

“Eu sempre falo que a gente nasce pronto e se perde pelo caminho e na mentoria eu contribuo com a volta para a casa, afinal todos temos o sagrado direito de sermos quem Deus nos criou para ser”, Sophia Figueiró.

INTAC

Instituto Neurocientífico de Terapias Alternativas e Complementares

Endereço: Rua Quintino Bocaiuva, 754, Campo Grande/MS, Brasil

Celular: (67) 99802-9951

Email: contato@institutointac.com

Site: www.institutointac.com

Instagram: @intac.br e @sophiagfigueiro

Related Posts

Deixe um Comentário